Conteúdo principal

PSI para crianças e jovens com deficiência

Com uma incapacidade igual ou superior a 60%

10 de setembro de 2019
Logotipo com as letras PSI e o texto Prestação Social para a Inclusão
Informamos que foi publicado, dia 6 de setembro, o Decreto-lei n.º 136/2019, que alarga o acesso à componente base da Prestação Social para a Inclusão (PSI) às crianças e jovens com deficiência e com uma incapacidade igual ou superior a 60%, com efeitos a partir do próximo dia 1 de outubro.
ste alargamento da PSI à infância e juventude consiste na atribuição de um montante fixo, correspondente a 50% do valor de referência da componente base, independentemente dos recursos económicos de que a família disponha. O montante atribuído é majorado em 35% quando a criança viva num agregado familiar monoparental.Para além deste alargamento, é, ainda, introduzida a pensão de Orfandade. como prestação social acumulável à Prestação Social para a Inclusão.

Este diploma legal concretiza a 3.ª fase da implementação da PSI, criada em outubro de 2017.

Existe o compromisso de reavaliação desta prestação social, no prazo de cinco anos.

Para mais informações consulte aqui o Decreto-lei n.º 136/2019.

Adicionar comentário

Últimas Notícias

No dia 13 de outubro, pelas 18h30, o Salão Nobre dos Bombeiros Voluntários de Viana do...
A 15 de julho de 2009, constituía-se formalmente a Íris Inclusiva....
A app Viana+Acessível pretende apoiar todos os cidadãos com mobilidade reduzida de forma temporária ou permanente,...
Nos dias 17 e 18 de junho, a Agência Nacional Erasmus+ Educação e Formação trouxe a...
No mês de junho, a Íris dinamizou a sua primeira demonstração presencial de Goalball desde que...
Na manhã do dia 19 de junho, a Íris Inclusiva, em colaboração com a Escola de...
E no dia 18 de junho, a Terra (Associação de Educação Integral do Minho) recebeu a...
Mais notícias  

Newsletter

Fique a par das novidades da ÍRIS!
Subscreva a Newsletter e acompanhe as nossas principais informações e iniciativas.